Universidade: na periferia x de periferia

Coloco abaixo um trecho do texto “A Universidade, o Pimentas e o Lugar das Humanidades”, que escrevi como forma de contribuir para o debate sobre a crise na EFLCH.

“Pelo que estudei, uma das formas de promover desenvolvimento regional é com a instalação de uma nova atividade motriz, capaz de produzir para além do consumo interno, ou seja, uma atividade “exportadora”. A criação de uma universidade pública é um caso exemplar, pois “produz” ensino e pesquisa para além das fronteiras locais, atrai nova população (professores, estudantes e funcionários), faz circular renda e, pelo efeito multiplicador, dinamiza as demais atividades (comércio, negócios imobiliários, etc.). Por que a instalação da Unifesp no Pimentas não seria cumpridora deste papel?

Portanto, entendo como legítima que a escolha do local do campus seja tomada pelo acordo entre os governos federal e municipal, a fim de atender à reivindicação da população por uma universidade pública (bandeira de movimentos sociais) até então inexistente no segundo maior município do estado e que a instalação do campus pudesse servir como forma de promover o desenvolvimento local, na expectativa (também legítima) que os cursos de humanidades pudessem realizar ações voltadas à comunidade local naquilo que lhe cabe.

Apesar das dificuldades, creio que estamos cumprindo este papel! Não quero destacar exemplos para não cometer injustiças, mas não são poucas as iniciativas bem sucedidas de atividades de extensão. De acordo com a visão que tenho de universidade pública, considero justo que a comunidade local reivindique mais, bem como creio que poderíamos estar fazendo mais também. O fato é que tudo isso só está em pauta porque lá estamos, criamos vínculos com o território, somos pressionados pela realidade que nos cerca e, ao mesmo tempo, cobrados a desempenhar o papel que uma universidade pública deve ter como instrumento de transformação social, ainda mais quando nos referimos aos cursos de humanas”.

Para acessar o texto completo, clique aqui .

Forte abraço!

Anúncios

Uma resposta para “Universidade: na periferia x de periferia

  1. Suzilaine Oliveira

    Caro professor Daniel, parabéns pelo seu artigo a respeito deste assunto. Seus argumentos não só derrubam genialidade que recobre os de alguns autores, como os tornam ingênuos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s